INTRODUÇÃO

 

    A cidade de Faro é uma  cidade que apresenta inúmeros problemas. Para  explorar e alertar estes problemas criamos um trabalho que abrange diferentes e vários campos citadinos. Elaboramos alguns itens que focam determinadas situações inadmissíveis nos dias de hoje.

    Não consideramos que seja um projecto agressivo mas sim um alerta a todos os cidadãos e sobretudo a todas  as Entidades  que se relacionam com os referidos problemas, aos quais compete  uma acção racional e correcta.

  A estrutura do nosso trabalho baseia-se fundamentalmente na exposição de fotografias que recolhemos por toda cidade e comentários das mesmas .Adicionamos ainda um conjunto de sugestões que nos parecem as mais adequadas para a respectiva situação. 

 

 

 

CONCLUSÃO

 

  Concluindo Faro é uma cidade que enfrenta diariamente problemas  de grande dimensão que não facilitam a vida do cidadão comum.

  Assistimos a um  desornamento urbanístico e de construção onde os contraste são gigantescos, a uma pobreza miserável, à postura pouco cívica dos cidadão que deve ser rapidamente corrigida , limitação de espaços e infra-estruturas , poluição, entre outros. São problemas  para os quais as soluções passam por: planeamento urbanístico sem  correr o risco de se limitar a corrigir as fachadas, enquanto as traseiras continuam a degradar-se ,e  de se criarem construções megalómanas; uma  gestão urbana com vista à sustentabilidade sendo essencialmente um processo político que requer planeamento e se repercute na gestão urbana. O processo de gestão urbana sustentável : requer uma série de instrumentos orientados para as dimensões ecológica, social e económica  com vista a proporcionar a base necessária , optimizando assim a vida citadina , sendo reforçado por uma política de 3"R": Reabilitação , Renovação e Requalificação nivelado num processo de desaceleração do processo urbanistico.

  Ao utilizar estes instrumentos, a formulação de políticas urbanas  vocacionadas para a sustentabilidade pode tornar-se um processo mais  vasto, mais poderoso e mais ambicioso do que geralmente se admitiu até ao presente, sendo característico do século em que vivemos ,reforçado com a nossa ajuda cumprindo os nossos deveres cívicos.

 

  João Pedro Martins Pires Teixeira
 © 2003  TODOS OS DIREITOS RESERVADOS